Empregado doméstico tem direito ao seguro desemprego?

Seguro desemprego empregada doméstica Sim. O seguro desemprego já estava previsto na Lei. Os empregados domésticos já tinham direito ao benefício. Mas como ainda não havia a regulamentação, esse direito não podia ser exercido. O Conselho Deliberativo do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) regulamentou a questão através da Resolução nº 754, de 26 de agosto de 2015. O CODEFAT estabeleceu que para ter direito a doméstica precisa ter trabalhado ao menos 15 meses nos últimos 24 Leia mais [...]

Prazo para o pagamento da guia de outubro do eSocial termina hoje, 21/11

Prazo para pagamento da guia única de outubro vence hoje 21/11 O prazo para os empregadores domésticos realizarem o pagamento do Documento de Arrecadação do eSocial (DAE) referente à competência do mês de outubro termina hoje. Documentos gerados a partir dessa data serão calculados com multa de 0,33% por dia de atraso. Cadastre-se no PayDomestic e gere sua guia única DAE e recibos, e receba automaticamente no seu e-mail todos os meses.   Leia mais [...]

Como registrar minha empregada doméstica?

Registrar empregada doméstica é obrigatório desde 01/10/2015, os empregadores domésticos devem registrar no portal eSocial. Como fazer o cadastro no eSocial O empregador doméstico precisar acessar o site do eSocial e clicar em primeiro acesso. Informe seus dados Atenção Feito o cadastro o eSocial vai fornecer um código de acesso para ter acesso a aplicação, guarde o código. Registrar empregada doméstica Acesse o menu "Trabalhador >> Gestão de trabalhadores >> Leia mais [...]

Passo a passo para emitir a guia do DAE (Simples Doméstico)

Dicas de como gerar a guia do DAE (Simples Doméstico) Observação: Nosso sistema emite a guia do eSocial (DAE - Simples doméstico) automaticamente e envia para o seu e-mail todos os meses. Passo a passo para emitir o simples doméstico Acesse o PayDomestic e realize o registro em nosso sistema (caso ainda não seja cadastrado). Você tem duas opções para começar a utilizar o PayDomestic veja na imagem abaixo.   Clique aqui para importação ou exportação. Observação: Leia mais [...]

Cálculo de férias empregado doméstico

Entenda como é o cálculo de férias Após 12 meses de trabalho o trabalhador poderá tirar férias. No cálculo de férias é deduzido o INSS e o imposto de renda retido na fonte. O valor das férias é igual ao salario bruto do empregado mais 1/3 deste salário o valor obtido é multiplicado pela alíquota do INSS, de acordo com a tabela anual do INSS. VALOR DAS FÉRIAS SEM DESCONTOS = SALÁRIO BRUTO + 1/3 SALÁRIO BRUTO DEDUÇÃO DO INSS = VALOR FÉRIAS BRUTO X ALÍQUOTA DO INSS BASE Leia mais [...]

Como calcular hora extra de empregada doméstica?

Para calcular a hora extra, o salário da empregada doméstica é dividido por 220, que corresponde ao número de horas mensais. O resultado deve ser multiplicado pelo valor adicional devido, que pode ser de 50% para as horas extras trabalhadas em dias normais da semana, ou de 100% para dias trabalhados aos finais de semana. Fórmula para 50% : (SALÁRIO-BASE / HORAS MENSAIS) * TOTAL DE HORAS EXTRAS * 1,5 Fórmula para 100% : (SALÁRIO-BASE / HORAS MENSAIS) * TOTAL DE HORAS EXTRAS * 2 Exemplo: Salário Leia mais [...]

eSocial, Registrar o décimo terceiro de sua empregada doméstica

O décimo terceiro salário é um direito assegurado à todas os empregados domésticos e este benefício é provido em duas parcelas. A 1° parcela deve ser paga até o dia 30 de Novembro do ano corrente; A 2° Parcela deve ser paga até o dia 20 de Dezembro do ano corrente; Então para registrar o décimo terceiro salário no sistema: Acesse o sistema PayDomestic; Selecione um empregado, caso tenha mais de um empregado registrado; No menu selecione a opção "13º Salário" Leia mais [...]

Minha empregada trabalha 3 vezes por semana, 10 horas por dia. Quantos dias de férias ela tem direito?

Inicialmente, é importante observar que a jornada diária máxima do empregado doméstico é de 8 (oito) horas por dia. Art. 2º A duração normal do trabalho doméstico não excederá 8 (oito) horas diárias e 44 (quarenta e quatro) semanais, observado o disposto nesta Lei. As horas que excederem as 8 horas máximas, serão consideradas horas extraordinárias. A CLT estabelece que um funcionário só poderá fazer no máximo 2 horas extra por dia e não poderá ultrapassar a jornada de 10 Leia mais [...]